sábado, fevereiro 03, 2007

Lítio.

... e ele se pergunta o que continua fazendo sentado lá, escrevendo as maiores besteiras que alguém poderia ler, a respeito de si próprio, mas falando a respeito de um tal personagem fictício que não consegue enganar nem a ele mesmo. Cansado, cansado dos dias solitários e das intermináveis noites sombrias. E ele sabe bem como resolver isso. É só ir até o armário, pegar três ou quatro comprimidos daquele frasco laranja e pronto, aí está a felicidade. 'É, deve ser isso que eles chamam de felicidade', ele pensa. Bom, pelo menos até a hora da próxima dosagem.

5 comentários:

mariana disse...

escrevendo bem assim, amor, e com uma escritora preferida vagabunda dessas? está precisando rever seus conceitos...
a gente sempre inventa essas coisas, tentando enganar o mundo, mas os únicos bobos acabam sendo nós mesmos (se é que entendi direito o post). mas não desgrudo da minha "menininha" por nada ;)

Fee* disse...

vc sabe que eu ADORO todos os seus textos num sabe? =D

e vc sabe que eu te amo tbm num sabe? =]
(L)*


;*

Divorciado disse...

Passando pra conhecer.
Obrigado pela visita, volte sempre.
Gostei do blog, depois eu volto com + tempo. Um abraço.

Anônimo disse...

Opa...valeu a visita lá no Manual....Apareça sempre !

Jeremy disse...

Você não foi chato hora alguma ;)
Estava brincando com vc...

Abração