segunda-feira, junho 05, 2006

E eles viveram...

Quando recordo-me das clássicas histórias contadas durante nossa infância, confesso que começo a pensar em certas coisas de uma maneira um pouco mais positiva. Nessas histórias, sempre há uma fase onde tudo são rosas... até que as complicações começam a surgir. Após um período de trevas, vem o 'felizes para sempre'. Se realmente viveram felizes para sempre, é outra história e não é da minha conta. Nem da sua, tá ?

O que me interessa é o trajeto até o 'felizes para sempre'.
Interessa saber se o mesmo acontece conosco.
Pode até ser extremamente ingênuo de minha parte querer aplicar essa fórmula de felicidade em nossas vidas, mas se isso não for feito, para que existem as histórias, se não para isso ? Além do que, estou tendo motivos suficientes para acreditar que aos poucos, a bruxa malvada perde e o príncipe acaba ficando com a bela. Motivos aqui e lá. Motivos esses que me fazem sentir extremamente lisonjeado por ter encontrado alguém como você. E que me fazem questionar o que eu fiz para merecer tudo isso. Resposta que ainda não pude responder.

Lembro daqueles tempos, aqueles que não devem ser esquecidos.
Tempos onde uma sóbria ilusão de que não existiam problemas me passava uma segurança mais ilusória ainda. Aqueles tempos de risadas por besteiras, de conversas sem assunto nas quais o assunto se extendia até tarde da noite, de lágrimas abafadas por causa daquelas palavras. Não aquelas, mas aquelas... as quais você dizia sem perceber. Também, momentos onde fui descobrindo todas as suas qualidades e me encantando cada vez mais. Onde também fui descobrindo os defeitos, tão insignificantes perto de tudo o que era feito, dito.

Porém, é preciso esquecer os tempo dos mal-entendidos que não exisitiram, os tempos perdidos, tentando descobrir como esquecer as horas que às vezes matam com sopros de porquês o coração de felicidade.

Sim, tudo pode ser esquecido. Apesar do que possa ser dito. Apesar do que possa ser dito por qualquer um.
Mas, como os contos de fada, algumas coisas permanecem para sempre.

6 comentários:

maiá disse...

É bê, tudo deveria ser como os contos de fada. A única maldade que o principe e a princesa teria que enfrentar seria a bruxa malvada, aí sim, ficaria tudo bem..
Mas infelizmente, tem muito mais que bruxas malvadas nos nossos caminhos..malditos! hauahuahaua
É sempre bom ressaltar que quando o amor é do tamanho do mundo..aí sim, o resto fica mto, mas mto pequeno msm. Qq obstáculo..qq impedimento...

Dificil conter as lágrimas diante de tudo isso. É mto verdadeiro..
Mto bonito.
Isso aí que vc está sentindo é mto bom. E é mto gratificante qndo é reciproco..e eu sei que é! Com vc, não tem como ser de outra maneira.. Don't lose it, ever.

Anônimo disse...

Your are Excellent. And so is your site! Keep up the good work. Bookmarked.
»

Aline Estrela disse...

Nossa,BÊ...
Me identifiquei muito com teu texto..
Até pelo que aconteceu comigo ainda hoje..e que até conversávamos sobre no msn...
As vezes me sinto uma completa idiota por acreditar no "felizes para sempre"... Mas acho que prefiro insistir nessa "idiotice", sabe? Se não...de que vale viver se não acreditarmos que vai ser tudo melhor daqui um tempo...ou sei lá..

hehehe...

Quase todos temos defeitos... (com exceção de mim e de ti)..hauhauhuahuha... É complicado lidarmos com o ser humano... mas se for por tudo na balança... (tbm no meu caso..) acho que as qualidades superam os defeitos...

Amei o texto.

Amote.

^^

=**

lalah disse...

bê..q lindo as coisas q vc escrev...q isso...parabéns viu!!! eu fui no seu flog + tava esgotado os coments o fotolog.net eh uma saco por conta disso neh?! eu tbm tinha um...sab um blusa preta q vc tah na ultima foto? então mto linda ela...adorei e seu irmãozinho q tetéia...recém-nascidos tem msm cara d joelho eu tbm falo isso...eu naum sabia q ela jah tinha nascido vi ele soh dentro da barriga da mãe dle...hehhehehe...mto fofo
bjo...
=*

Henrique Ades disse...

confesso que os citados defeitos me intrigaram!

Anônimo disse...

I find some information here.